Pachamama - O Sagrado caminho da Terra

Updated: Sep 6, 2019

Em Quéchua, Pachamama significa Mãe Terra onde "Pacha" engloba Universo, tempo, lugar, mundo, Mama mãe.

É uma energia feminina ancestral responsável por tudo e todos que habitam a terra e pelos meios de subsistência necessários para nossa realidade em nossa querida Gaia, ou educandário necessário para estudos e aprimoramento dos espíritos que nela se encontram por muito breve tempo, como cada um assim preferir.

Aparece em várias culturas com nomes diferentes mas nos Andes é relacionada de uma forma direta com a terra, mulher, mãe, fertilidade, feminino, onde seria em um todo animais, plantas, lagos, rios, montanhas e até fenômenos meteorológicos estaria ai a representação dessa grande deidade.



Conhecida ilustração andina de Pachamama


Registros históricos

Encontramos várias histórias onde de um lado estaria ligada as estações do ano, fecundidade da terra, por outro as curas profundas das dores é mesmo como uma mãe cuidadosa e zelosa ligada as fúrias da natureza, o que podemos ver nos indígenas o culto a sagrada mãe terra em todas as suas representações como terra, florestas, inclusive como uma deidade da vida, transformação, morte e principalmente fertilidade, inclusive os Xamãs não teriam existência e os conhecimentos necessários das plantas, seus remédio e suas curas se não fosse através dela.

Comemoramos o seu grande dia no dia 1 de agosto, onde há muitas festas e oferendas para que esses povos tenham colheitas boas.


Em seus rituais oferecem flores, fumos, e geralmente, em panelas de barros, comidas cozidas, folhas de coca, vinhos, e também são confeccionados cordões branco e pretos com fios de Lhama.

Pachamama nos dá tudo que precisamos para ter uma vida plena, o ar, as plantas, a água, nos nutrindo em seu ventre, nos dá a vida, através dela temos limpezas, purificação, perdão e ainda nos dá a oportunidade de adentrarmos a curas através da natureza, da unidade, paz e equilíbrio dos seres que nela existem sejam pássaros, árvores, flores que embelezam e fazem uma cromoterapia e aromo terapia natural nossa ligação com nosso Sagrado independente de religião, e com o simples milagre da vida, de religar-se.

No Sagrado Feminino é através de nosso útero como um local sagrado onde temos a conexão necessária como guardiãs da vida, representando nossas raízes necessárias nesse momento para adentrarmos com segurança, disciplina e humildade na Espiritualidade, onde ainda como crianças espirituais temos muito que estudar e compreender sobre os mistérios.





Nossa Deidade ancestral muitas vezes aparece com cabelos longos trançados e brancos sinônimos de conhecimento, e gordinha que simboliza a terra fértil e abundante, vem nos dar colo e nos auxiliar sem julgamentos ela nos acolhe com muita sabedoria e amor, para assim nos conectar com o planeta colocando as mãos no ventre pisando no gramado e sentindo o grande pulsar da vida, a conexão com nosso ventre e com o Sagrado que habita em todas nós irmãs e todas as curas que temos em nossas vidas, consciências que chegam para nos balançar e nos unir, as raízes que nos deixam mais fortes agradecendo o que nossas ancestrais tiveram que muitas vezes de maneiras negativas aguentaram para termos essa grande oportunidade,


E saudar essa nossa grande natureza que mesmo sendo usurpada nos dá toda a oportunidade de crescimento e conscientização, já que nosso útero tão sagrado é fonte de poder, conexão com Deus, caixinha de memórias, de conexão com nossa Vó Lua (mama Quilla) e seus ensinamentos da introspeção, acolhimento, intuição que nossa ela conhece e nos passa com primor.


Venha nos conhecer e fazer parte de nosso Sagrado Reverenciando o Feminino e todas as formas da natureza, e das diversas Shaktis, com as linhas indígenas, animais de poder, e as caboclas encantadas nos conectando com nossas raízes e ancestralidade, com muitos ensinamentos é a união das mulheres para essa nova fase das descobertas e do nosso empoderamento.


Ahow!



Andreza Freitas é dirigente do Templo Polimata Boituva, é terapeuta de Yoni Eggs e realiza vivências do Sagrado Feminino Polimata


© 2021 Templo Polimata  - Todos os Direitos Reservados